• banner4.jpg
 

The Pet from Ipanema

Olhando uma foto ontem, de uma das nossas estagiárias, sentada no chão da minha clínica, com um paciente totalmente relaxado, fazendo soroterapia, me veio a mente um diálogo que recentemente tive, durante minha caminhada pela orla de Ipanema, com um antigo cliente meu, e que desde a partida do seu melhor amigo, ainda busca coragem para voltar a ter uma nova e sincera amizade.  Ele me parabenizou pela maravilhosa fachada da clinica (disse que era um presente para Ipanema) e pela sala de estar.  Disse que gostaria muito de conhecer o interior, mas que somente o fará por ocasião da consulta pediátrica quando tiver um novo neném!
Curiosa a nossa conversa, pois sempre me tornei amigo dos meus clientes.  Eles sempre me chamavam de Tio Luiz.  Conversavam com seus filhinhos de 4 patas e diziam assim para eles:  Está vendo o que o Tio Luiz esta falando?  É assim que vai ser!  Impressionante que a sensação que dá, é que eu os ensinava a eles de como se comunicar com essas maravilhosas criaturas.  Tudo isso surgia tão naturalmente, que até hoje eu sou o Tio Luiz.  Eu dizia a eles:  Não vivo de doenças, vivo de evitar e prevenir que elas aconteçam!  Esse meu cliente, me fez o seguinte questionamento: Dr Luiz, sempre acompanhei a sua trajetória profissional, vejo que realmente suas ideias acabaram criando um excelente mercado.  Ainda me lembro de quando o senhor me disse, que faria uma campanha educacional para os donos de cães, para que não sujassem as nossas ruas: “A EDUCAÇÃO PARTE DO DONO, FAÇO ONDE ME ENSINAM!”  Comentei recentemente com a minha esposa:  o Rio, com a quantidades de cães que existem hoje, é uma cidade muito limpa, graças aquela campanha de quando compramos o Pingo! Como esse mercado cresceu tanto, com tantas Pet Shops e Clinicas, queria que o senhor me desse uma razão muito forte para que eu fosse à sua clinica e não a uma outra, por exemplo?
Uma excelente pergunta, eu disse!  Acho até que nem pensei muito para responder.   Primeiramente o senhor conhece alguém que investiu tudo que tinha e, ate o que nem tinha, para ter um ambiente hospitalar como o meu? Fiz a descrição detalhada da minha clínica (piso Forbo. hospitalar suíço, equipamentos de última geração, como radiologia digital, aparelhos de eco e ultrassonografia, bombas de infusão, etc)  uma vez que ele ainda irá conhece-la. Ele conheceu a The Pet from Ipanema, como uma boutique Pet e não como um hospital veterinário. Continuando minha resposta, reforcei a ele, da importância de ter atendimento 24 hs, mas o meu principal argumento. Na minha opinião, nada disso seria importante, se os profissionais, que trabalhassem comigo não merecessem a minha confiança! Sempre digo:  A nossa fachada não é tão importante quanto ao nosso conteúdo!
Nos despedimos com um Feliz Natal e, em 2018 ele terá a honra de voltar a frequentar a The Pet from Ipanema, não mais para dar banho, mas buscar o que sempre preconizei: Orientações para uma melhor qualidade de vida!

Luiz Pereira , MV – diretor da The Pet from Ipanema